quinta-feira, 7 de março de 2013

VIVA O DIA INTERNACIONAL DA MULHER!!



O dia 8 de março é comemorado como o Dia Internacional da Mulher
Como sempre veremos uma enxurrada de postagens nas redes sociais e na mídia, enaltecendo a beleza, a maternidade e a figura tranquila e segura da mulher. A data, sob o sistema capitalista, serve para impulsionar o consumo, através da saraivada de presentes e seu verdadeiro conteúdo foi "apagado".
Sendo homem, fazer uma postagem sobre esse dia poderia parecer contraditório, mas vou me arriscar a tecer algumas considerações sobre o que, a meu ver, poderia ser um dia de comemoração das conquistas, mas lembrando que os direitos da mulher infelizmente ainda são flagrantemente desrespeitados.
Para começar é bom lembrar que o Dia Internacional da Mulher nasceu nas manifestações das mulheres do Partido Socialista da América (SPA)[1], em 29 de fevereiro de 1909, que protestavam contra as péssimas condições de trabalho das operárias das confecções de Nova Iorque. A luta das mulheres, portanto, não nasceu nas tardes de chás e nem nas conversas inúteis das senhoras filantrópicas das elites. Nasceu dentro do movimento revolucionário, que defendia a igualdade entre os sexos
Clara Zetkin : propôs a criação do dia.
No ano seguinte, em agosto, durante a Conferência Internacional das Mulheres, a social-democrata[2] alemã Clara Zetkin propôs a criação de um “Dia Internacional da Mulher”, o que foi acatado pela Conferência.
Em 18 de março de 1911, milhares de mulheres saíram às ruas de diversas cidades europeias, exigindo o direito ao voto e a aceitação no serviço público. Além disso, elas exigiam o fim da discriminação social no trabalho.Foram duramente reprimidas, mas não recuaram dos seus propósitos.
As datas variavam de país para país e em fins de fevereiro de 1917 ( 8 de março no calendário gregoriano ), as manifestações das mulheres ajudaram a deflagrar a chamada Revolução de fevereiro, que acabou com o regime czarista. 
Alexandra Kollontai : idealizadora do Dia na Rússia revolucionária
Depois da Revolução de Outubro, a bolchevique Alexandra Kollontai convenceu Lenin a decretar o Dia Internacional da Mulher na URSS, que passou a ser comemorado de forma bem ostensiva, mas só em 1965 é que a data tornou-se feriado nacional. Só em 8 de março de 1977 é que a ONU reconheceu o Dia Internacional e da Paz Mundial.
Dolores Ibarruri : La Pasionária.
As mulheres lutaram pela democracia e pelo socialismo em diversos momentos do século XX, destacando-se  a espanhola Dolores Ibarruri que lutou contra os fascistas espanhóis e ficou célebre pela frase "Não Passarão!".
Que dizer das mulheres vietnamitas, cambojanas e africanas que lutaram pelas revoluções nos seus países? Ódes e poesias bestas, são incapazes de homenageá-las.
A data, depois do fim da URSS e do Bloco Soviético, foi varrida dos mapas comemorativos dos países do Leste Europeu, enquanto vários direitos das mulheres, conquistados neste regimes, simplesmente foram abolidos. A derrota do socialismo teve uma interferência direta na regressão das conquistas do gênero feminino.
No século XXI. o fundamentalismo avançou sobre os ganhos sociais e políticos nos países de religião mulçumana e hoje vemos as mulheres serem tratadas como cidadãs de segunda categoria. A tragédia da mulher, nesses países, veio depois das "revoluções democráticas".
No Brasil, as mulheres, submetidas a séculos de opressão por um machismo anacrônico, só tiveram seu direito de votar reconhecido em 1932 e devíamos nos envergonhar por ter que termos uma Lei para proteger as mulheres dos vermes que as consideram propriedade e as agridem e matam como se fossem animais. A cada 15 segundos, uma mulher é vítima de violência doméstica e familiar, que tanto pode ser física, psicológica, moral e sexual. 
Quero homenagear as milhares de mulheres que lutam no dia a dia, que trazem no rosto a marca da dominação capitalista e que se mostram verdadeiras guerreiras diante de um mundo ainda discriminador e opressor. Quero homenagear não as dondocas, nem as patricinhas, nem as "piriguetes", vázias de conteúdo e réles produto de uma sociedade decadente, mas as que são belas exatamente por serem fortes. 
Que nós, homens, deixemos de ser idiotas e reconheçamos a Mulher como nossa parceira e companheira, e que tornemos, juntos, o mundo melhor.
VIVA O DIA INTERNACIONAL DA MULHER



[1] Fundado em 1901, socialista moderado, em 1972 passou a denominar-se Social-Democratas dos EUA.
[2] Até 1918 os sociais-democratas compunham uma corrente comum do movimento socialista. A partir dai dividiram-se em social-democratas e comunistas.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Por Wellington Duarte. Tecnologia do Blogger.

Tema Original do WordPress. Adaptado por Lissiany Oliveira.